O José gostava de ter uma festa do Panda

O José tem 5 anos e tem uma forma única de comunicar. Através de linguagem gestual, a voluntária percebeu que o Panda era sem dúvida algo sempre presente em todas as visitas.

“Conhecer o Panda era o desejo do José, por isso comecei a pensar numa forma de tornar este dia inesquecível, não seria eu uma voluntária Make-A-Wish. Para que a comunicação fluísse melhor, fiz o meu trabalho de casa e assisti a muitos vídeos do Panda, aprendendo vários refrões de algumas canções e coreografias.” – Voluntária Make-A-Wish.

Nas visitas, a voluntária também percebeu que a ligação com a família era algo muito importante para o José, principalmente com a sua irmã mais velha.

No dia do desejo, estava tudo preparado para receber o José e a família numa festa temática do Panda e os Caricas!

Na sala do Hotel Real estavam balões e montes de acessórios dentro do tema Panda, tal como o José gosta.

Assim que a família chegou ao local, a música já se encontrava a dar, foi então que o José, sem hesitar, começou a dançar ao ritmo das canções que sabia tão bem, o que foi uma grande surpresa para os Pais.

“Assim que o José começou a dançar, os pais emocionaram-se porque não estavam a acreditar na sua boa disposição e interação. Foi muito bom ver esta transformação.”

– Voluntária Make-A-Wish.

Depois do mega lanche, chegou o momento dos presentes! O José e a irmã, muito entusiasmados, começaram a desembrulhar as prendas que a Make-A-Wish tinha para eles: uma viola, um microfone tudo do Panda!

Com tantos instrumentos do Panda, estavam pontos para se tornar uma banda dos Caricas, mas faltava um membro importante, o próprio Panda.

“Foi então que chegou o Panda e a emoção elevou-se ainda mais porque o José ficou tão feliz que foi a correr dar-lhe um abraço! A mãe nem queria acreditar no que via, ficou muito emocionada porque tinham receio que ele se assustasse com a mascote, só comentava: “Não acredito, isto era muito improvável ou até mesmo impossível – é um milagre! Toquei-lhe no ombro e sussurrei: “Na Make-A-Wish, nada é impossível, é preciso acreditar. Sorrimos uma para a outra.”

– Voluntária Make-A-Wish.

Na despedida, depois de muitas brincadeiras, canções e danças, estavam todos com um sorriso enorme no rosto, prontos para levar a festa para casa.

“Não estava à espera, fiquei muito feliz. Tinha receio que ele não gostasse ou não tivesse reação porque é uma criança muito tímida, mas quando vi a interação dele com o Panda e a sua boa disposição na festa fiquei eu sem reação, nem queria acreditar no que estava a acontecer, excedeu todas as expetativas. Muito obrigada por tudo.”

– Mãe do José.

Um agradecimento especial ao Hotel Real Lisboa e à Funtoche pela disponibilidade na realização deste desejo.

Desejo apadrinhado por: SUMOL+COMPAL


Contador de Desejos

1 7 0 1